BioFogO COMBUSTÍVEIS

 

Dicas para consumo de briquetes (Lenha ecológica)

A) Fornos à lenha em pizzarias, padarias, etc.:

1)       COLOCANDO FOGO NO BRIQUETE (técnicas empregadas por alguns clientes):

  • Para uma melhor eficiência no inicio do fogo, recomendamos aproveitar o calor deixado no forno do dia anterior e colocar vários pedaços de briquetes dentro do forno para aquecer até a hora de acender;

  •  Sugerimos preparar umas 8 torinhos de briquete de aproximadamente 15 cm (só para dar início ao fogo), colocar dentro do forno na posição desejada, distribuindos-os sobre uma grelha ou bandeja de pizza ou de ovos, ou mesmo sobre o lastro. Deixar um pequeno espaço entre os briquetes o que faz melhorar a circulação de ar e o fogo pega mais rápido. O briquete necessita de mais oxigênio pela alta compactação;

  •  Alguns usam uma bandeja de ovos ou uma tampa de papelão onde colocam um pouco de farinha de trigo, colocam álcool, criando um mingau. Põe fogo na bandeja, fora do forno, e em seguida, coloca com a pá, despejam esse mingau em cima dos briquetes que estão dentro do forno. Como esses já estão bem quentinhas, o fogo pegará rápido. Se o forno estiver frio, o processo é o mesmo, porém, recomendamos iniciar o fogo um pouco mais cedo e até utilizar alguns gravetos e pedaços de papel para facilitar o início do fogo;

  • Esse procedimento é suficiente para dar início ao fogo, depois disso e quando o fogo tiver pegado bem, é só ir colocando briquetes conforme a necessidade e até a temperatura ideal (Atentar que agora já não precisa ser pedaço pequeno. Somente para iniciar o fogo recomendar pedaços menores. Quanto maior o pedaço, mais durabilidade do briquete);

  • Lembre-se a temperatura com o briquete se eleva rapidamente. Depois disso, com a pá ou outro instrumento, dar uma esparramadinha nos briquetes para acomodá-los. Isso eleva as chamas e a temperatura do forno.

2)       ADMINISTRAÇÃO DA QUEIMA DO BRIQUETE EM FORNOS:

  • Recomendamos ir colocando briquetes somente se necessário. Muitos fornos ficam a temperaturas altíssimas sem necessidade. Deixe o forno numa temperatura estabilizada (ambiente e lastro) que possa ser usado e acrescente briquete se for necessário aumentar mais a temperatura. Adotar o termômetro ajuda muito nesse controle;

  • Coloca aos poucos 3 ou 4 pedaços, de acordo com o movimento (varia de forno para forno), para aumentar a temperatura. Caso não esteja sendo usado, deixar a porta do forno semi-aberta ajuda a manter a temperatura e economizar combustível. Nesse caso o fogo ficará mais baixo, mais o calor do forno não se dissipará tão rápido e economiza briquetes o que não ocorre com a porta totalmente aberta;

  • Regula bem o suspiro da chaminé. Como o briquete desenvolve menos fumaça e maior calor, deve-se fechar a saída pelo suspiro mais que quando usando lenha para evitar perda de calor e economizar o consumo de briquetes;

  •  Quando necessário abra a tampa e de uma agitada nos briquetes. As chamas voltarão ao normal e aí se coloca briquetes se for preciso.

B) Caldeiras à lenha:

 1)       COLOCANDO FOGO NO BRIQUETE (técnicas empregadas por alguns clientes):

  • No abastecimento de caldeiras, alguns clientes colocam os sacos fechados, outros retiram os briquetes dos sacos de ráfia. 

  • Para iniciar o fogo, colocar o saco ou os briquetes na fornalha, aspergir/derramar óleo em cima e atear fogo.

 2)       ADMINISTRAÇÃO DA QUEIMA DO BRIQUETE EM CALDEIRA:

  • A caloria do briquete é maior que a lenha comum e essa característica deve ser observada através do termômetro para que a temperatura não fique alta desnecessariamente, e, por conseguinte o consumo de briquetes não seja excessivo. Essa administração permite que o briquete se torne mais econômico. 

  • A quantidade a ser usada varia de acordo com o equipamento.  

  • Por exemplo: Uma caldeira com capacidade de 3Ton vapor/hora, consome em média 200–250 kg de briquetes por hora  (8 a 10 sacos de 25 Kg).

Todos direitos reservados 

Copyright © 2008 - Biofogo Distribuidora Ltda.             O futuro unicamente pertence à natureza

http://www.biofogo.com.br